Direto da Taça: Vinhos velhos de Portugal (1974-1984)!

  • Luiz Cola
  • 17/mar/2011
  • 2 Comentários

Ontem à noite, tive a grata oportunidade de degustar alguns vinhos “velhos” (como dizem os portugueses) trazidos por um amigo, diretamente de uma “garrafeira” no Alentejo. Dentre as 10 preciosas garrafas que ele trouxe na bagagem, selecionamos 4 delas para degustar.
Os vinhos foram os seguintes:
Cave Solar das Francesas Garrafeira 1974 (Bairrada)
Infelizmente este vinho apresentou algum vazamento, estando com o nível abaixo do pescoço da garrafa. No processo de retirada da rolha, esta despedaçou-se e foi para dentro da garrafa. Como era de se esperar, havia ocorrido um razoável oxidação no vinho, mas foi possível prová-lo e constatar sua similaridade aromática a um vinho do Porto. A acidez ainda estava bem presente, mas a oxidação impediu uma avaliação adequada. Nota: sem nota. *Por sorte, existe ou garrafa igual e que será provada mais adiante.
Adega Cooperativa de Redondo Garrafeira 1980 (Alentejo)
O vinho estava íntegro apesar de levemente turvo. Cor vermelho atijolado, aromas sutis de cerejas frescas, terra úmida e cedro. Acidez um pouco acima dos taninos, mas ainda muito bom de beber. Nota: 90 pontos
Cooperativa Agrícola da Granja Garrafeira 1983 (Alentejo)
Vinho muito semelhante ao anterior, mas sem turbidez. Cor vermelho atijolado, aromas terrosos e leve couro. Equilibrado, com acidez, taninos e álcool (12º) amadurecendo “de mãos dadas”. Nota: 91 pontos.
Adega Cooperativa de Redondo Garrafeira 1984 (Alentejo)
Igual ao segundo vinho mas de uma safra quatro anos mais recente. Em condições perfeitas! A rolha não apresentou qualquer sinal de vazamento, e o vinho correspondeu, mostrando algo mais que o 1980 não pode exibir. Cor vermelho atijolado brilhante e com halo aquoso. Aromas similares aos demais, enriquecido por notas de alcatrão muito agradáveis e complexas. Refinado e sedoso na boca, equilibrado e com persistência bem duradoura para um vinho de sua idade. Nota: 92 pontos.
No final, ainda fomos agraciados com um jantar preparado pelo anfitrião: Ragú de paleta de cordeiro com polenta, escoltado por um Bouza Vide Eu 2007 (um corte inusitado de Tannat, Tempranillo e Merlot), que casou muito bem com o prato.

Publicidade

2 COMENTÁRIOS

  • Cleber - 18 de maio de 2017 às 14:58

    Cooperativa de Redondo Garrafeira 1984 (Alentejo)
    Qual valor deste vinho?

    • Luiz Cola

      Luiz Cola - 18 de maio de 2017 às 18:00

      Cleber,
      Em Portugal, na loja Garrafeira nacional de Lisboa ele ainda é vendido por 16,50 euros.
      Abs,
      Luiz Cola

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO