Casa Valduga lança duas novas versões do aclamado espumante 130 Brut!

  • Luiz Cola
  • 06/fev/2017
  • 2 Comentários

Elaborado originalmente para celebrar os 130 anos da chegada da família Valduga ao Brasil, o espumante 130 Brut acabou tornando-se o rótulo ícone da vinícola Casa Valduga. Premiado mundialmente e exportado para diversos países, o já tradicional 130 Brut está ganhando outras duas novas versões: o 130 Blanc de Blancs e o 130 Blanc de Noirs.

Disponíveis a partir deste mês de fevereiro, esses novos rótulos também foram elaborados pelo método champenoise (segunda fermentação na garrafa) e maturados por 36 meses nas caves subterrâneas da vinícola. Esse esmero na elaboração desses espumantes visa expressar as melhores características das uvas Chardonnay e Pinot Noir cultivadas pela Casa Valduga.

casa-valduga-brut-130-blancs

O 130 Blanc de Blancs, elaborado com uvas 100% Chardonnay, apresenta aromas frutados, com nuances amanteigadas e de brioche, sendo uma excelente combinação para acompanhar pratos com frutos do mar, peixes e risotos.

Mais encorpado, o 130 Blanc de Noirs é elaborado com uvas 100% Pinot Noir (vinificadas em branco) e oferece aromas frescos de amora, framboesa e um toque floral. Dotado de excelente cremosidade e frescor, esse espumante deve harmonizar perfeitamente com pratos onde as aves de caça (faisão, pato, codorna) são o elemento principal.

Esses novos lançamentos já estão disponíveis no e-commerce da Casa Valduga e nas principais lojas especializadas de todo o país.

Preço sugerido: R$154,00

Publicidade

2 COMENTÁRIOS

  • Cris - 7 de fevereiro de 2017 às 06:47

    Eu experimentei um vinho tinto com aroma de frutas vermelhas,mas eu senti aroma de manga,e em um outro eu senti tabaco,sendo que na descrição não havia,é normal?

    • Luiz Cola

      Luiz Cola - 7 de fevereiro de 2017 às 09:27

      Olá Cris,
      A associação dos aromas de determinado vinho com outros aromas já conhecidos (frutas, madeira ou tabaco, por exemplo) é algo bastante pessoal, decorrente da experiência e percepção que cada um de nós tem deles.
      Os únicos aromas que não devem aparecer nos vinhos são aqueles que indicam defeitos: vinagre, mofo, papelão molhado, etc…
      Abs,
      Luiz Cola

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO