Quem é fã de moqueca levanta a mão!

  • Anette Musso
  • 01/ago/2018
  • 0 Comentários

Quem é fã de moqueca levanta a mão! Se for capixaba, temos um unanimidade, não? Na verdade, acho que capixaba gosta muito de comer peixe. A oferta é enorme. Desde o peroá frito, cascudo, badejo, sardinha e tudo mais que os rios e o mar […]

Histórias rocambolescas? Adoro!

  • Anette Musso
  • 10/jul/2018
  • 0 Comentários

Enrolado é sinônimo de atrapalhado, difícil, confuso e delicioso, como assim? Delicioso, quando o enrolado em questão é um rocambole. Alguém duvida? O doce dispensa apresentações. Histórias rocambolescas encobrem a sua origem. Alguns afirmam que a receita deu errada. A massa ficou muito fina e […]

-“Detesto comida pastosa!” SQN

  • Anette Musso
  • 08/jun/2018
  • 0 Comentários

Conversando com uma amiga, fiquei muito surpresa com a declaração: -“Detesto comida pastosa!” Fiz uma rápida avaliação e lembrei que os meus pratos favoritos estão na categoria: comida de bebê de antigamente. Os hoje, comem pedaços de frutas e legumes, não é? Polenta – sempre […]

Fazer biscoitos continua sendo o meu maior desafio

  • Anette Musso
  • 11/maio/2018
  • 0 Comentários

Cozinhar sempre foi uma paixão. Um passatempo e uma maneira muito especial de aliviar a tensão dos meus dias prá lá de atribulados.  É fato que não gosto de cozinhar vísceras, animais vivos ( caranguejos, camarões, lagostas e outros ) e carnes de churrasco. O […]

Sabor e cremosidade – receita de felicidade

  • Anette Musso
  • 03/maio/2018
  • 0 Comentários

O milho verde é um ingrediente versátil na cozinha, podendo ser consumido puro – cozido ou assado – ou, ainda, utilizado em receitas tanto de pratos salgados como nos pratos doces.

Tempo de chuva pede café com bolo

  • Anette Musso
  • 16/abr/2018
  • 0 Comentários

 Tempo de chuva pede café com bolo. Imagina um bolo de tapioca? Mais brasileiro impossível.

Saladinha colorida para o “feriadão”

  • Anette Musso
  • 05/abr/2018
  • 0 Comentários

  Uma saladinha bem caprichada para deixar todo mundo com a consciência tranquila antes do feriadão, quando ninguém resiste e sempre enfia o “pé na jaca”.