Dermatologista recomenda cuidados com a pele no verão 2019!

  • Ilvan Filho
  • 28/jan/2019
  • 0 Comentários

Oi, galerinha! O sol está de rachar, não é mesmo? Os meteorologistas estão dizendo que o verão 2019 está sendo muito mais quente que o do ano passado. As temperaturas estão ultrapassando os 40 graus. Além do calor, em que devemos nos preocupar com a hidratação, bebendo muito mais água que de costume, é importante ficar atento com a exposição ao sol.

A dermatologista Giane Giro orienta que no verão, o calor e a maior incidência da radiação ultravioleta podem facilitar o aparecimento de alguns problemas dermatológicos nas crianças. Ela oferece algumas dicas para os cuidados com a pele neste período:

– Hidratar a pele: neste período de calor é comum que as crianças tomem vários banhos por dia. Porém o contato excessivo com o sabonete retira a camada de lipídios que protege a pele e não há tempo para repor esta camada de maneira natural quando há maior frequência nos banhos.  O ideal é reduzir o uso do sabonete quando o banho for só para refrescar, e hidratar o corpo pelo menos uma vez ao dia com um hidratante de preferência sem perfume e adequado para uso pediátrico.

– Sempre oferecer líquidos, como água, suco de frutas e água de coco. A hidratação mais importante é por via oral!

– Usar roupas frescas, preferencialmente de algodão. O aumento da transpiração pode provocar o aparecimento da miliária ou “brotoeja”, que são bolhinhas transparentes ou avermelhadas que coçam e aparecem mais nas dobras de pele.

– Cuidado com o contato com as frutas cítricas quando estiver exposto ao sol. Muitas frutas podem deixar a pele manchada. Sempre lavar o rosto e as mãos da criança após consumir os alimentos ou ingerir sucos de frutas.

– Não esquecer de aplicar o filtro solar antes de se expor ao sol e reaplicar a cada duas horas. Mesmo usando um filtro resistente à água, é recomendável reaplicar sempre que sair do banho de mar ou piscina. Lembrando que mesmo com filtro solar, não se deve deixar a criança exposta ao sol no horário com maior incidência da radiação ultravioleta, de 10 às 16 horas.

– Usar roupas com proteção UV e chapéus. Quando a criança estiver brincando na areia, ficar na sombra de uma barraca de praia. As barracas de praia devem ser de tecido de algodão ou lona, que absorvem melhor a luz solar do que as de nylon.

– Bebês com menos de seis meses não podem aplicar filtro solar, portanto não devem ficar expostos diretamente ao sol.

– Lembrando que os danos provocados pelo sol na infância  tem grande impacto na vida adulta, aumentando o envelhecimento e o risco de câncer de pele no futuro!

– Algumas doenças alérgicas como a dermatite atópica podem piorar no verão por causa do aumento do contato com o suor na pele. Geralmente aparecem manchas avermelhadas na pele que coçam e às vezes descamam, e são mais frequentes nas dobras de pele.

– Sempre que surgir qualquer lesão de pele, procurar o dermatologista para o tratamento!

SERVIÇO:

Giane Pereira Giro Teixeira
Endereço: Rua José Alexandre Buaiz, 350, sala 505, Enseada do Suá.
Telefone: (27) 3345-6712

Publicidade

0 COMENTÁRIOS

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO