gente em conserva

  • Lúcio Manga
  • 30/set/2014
  • 0 Comentários

  ps. leia a coluna de hoje ouvindo sob medida com de holanda, o chico buarque.  acesse aí, vai: https://www.youtube.com/watch?v=LqJwBCxCtPU   leia aqui… aqui ó… z se eu não estou enganado… sou mais de querer enganar… se não me engano, a ideia era z construir […]

só, na orelha

  • Lúcio Manga
  • 14/set/2014
  • 0 Comentários

ps. leia a coluna de hoje ouvindo marcelo camelo mtv ao vivo com camelo, o marcelo.  acesse aí, vai: http://www.youtube.com/watch?v=aC6zp-1gVoA   coisas ditas ao pé da orelha são só para aquela pessoa e aquela orelha, porque o sussurro compromete e desconfigura mais o sujeito do […]

a guerrilheira, o prayboy e a evangélica

  • Lúcio Manga
  • 06/set/2014
  • 2 Comentários

  ps. leia a coluna de hoje ouvindo tim maia in concert com maia, o tim.  acesse aí, vai: http://www.youtube.com/watch?v=JCKdzOHhzFU   a guerrilheira – tinha uma pedra no meio do caminho e não havia poesia… o resultado inexato das probabilidades… a novela das oito reality […]

bundas

  • Lúcio Manga
  • 06/set/2014
  • 0 Comentários

ps. leia a coluna de hoje ouvindo pagu com rita, a maria.  acesse aí, vai: http://www.youtube.com/watch?v=5BWzspmmYFc   as sem-bunda que me desculpem mas bunda é fundamental… o brasil é o país em que as bundas estão expostas, porque fartas e generosas… a bunda brasileira acentua […]

vamos comer caetano

  • Lúcio Manga
  • 06/set/2014
  • 0 Comentários

ps. leia a coluna de hoje ouvindo vamos comer caetano com calcanhoto, a adriana.  acesse aí, vai: https://www.youtube.com/watch?v=pYJEIPxcM78   vamos comer caetano, vamos devorá-lo… nos atributos do rebolado de quem se estabelece como o superbacana… mas nada no bolso ou nas mãos porque poesia e […]

oração sem sujeito

  • Lúcio Manga
  • 06/set/2014
  • 0 Comentários

  ps. leia a coluna de hoje ouvindo explode coração / o que é, o que é? com bethânia, a maria.  acesse aí, vai: https://www.youtube.com/watch?v=7fXQo_DcmbA   havia um silêncio definitivamente marcante que se colocava por entre as ideias meticulosas e potentemente compensatórias que se colocavam […]