Tormentas e Minimus Anima: vertical inédita reúne os primeiros vinhos produzidos por Marco Danielle!

  • Luiz Cola
  • 17/ago/2012
  • 3 Comentários

As históricas garrafas reunidas…
Antecipo logo: foi uma maravilha! Aproveitei a presença em mais uma edição da Vinum Brasilis, a maior feira de vinhos brasileiros, que acontece anualmente em Brasília, para organizar uma degustação inédita dos 8 primeiros vinhos produzidos pelo Atelier Tormentas: dos experimentais Tormentas 2002 e 2003, vinhos que sequer tinham rótulos, até os dois vinhos de 2007 (Tormentas e Minimus Anima).
O evento aconteceu no celebrado restaurante Aquavit, do chefe Simon Lau, apelidado carinhosamente de “Noma” brasileiro, localizado em uma bela mansão às margens do lago Paranoá. 
A “turma” reunida
Estiveram reunidos para esta degustação, um time de renomados apreciadores do vinho brasileiro e, especialmente dos vinhos artesanais elaborados pelo “atormentado” e talentoso Marco Danielle: Eugênio Oliveira e Antônio Coelho (Decantando a Vida), Petrus Elesbão (Vinum Brasilis), Didú Russo, Oscar Daudt (Enoeventos), Guilherme Rodrigues (revista Gosto), Pedro Hermeto (Restaurante Aprazível), Luís Zanini e Álvaro Escher (Era dos Ventos), Guilherme Mair (Vinum Animi Speculum), Duda Zagari (Confraria Carioca), Domingos Meirelles (Expovinis) e eu, é claro.
Trazidos diretamente de minha pequena coleção de vinhos do Atelier Tormentas, os 8 vinhos apresentados foram: Tormentas 2002, Tormentas 2003, Tormentas Secundo 2004, Tormentas Premium 2004, Minimus Anima 2005, Tormentas 2006, Tormentas 2007 e Minimus Anima 2007. Estes vinhos se notabilizam pela minúscula quantidade produzida, um verdadeiro vinho de garagem, pela mínima intervenção na vinificação e pela reduzida ou quase nula utilização de SO2 na conservação dos vinhos.
Amanhã, com calma, trarei minhas impressões detalhadas sobre cada um dos vinhos. Aguardem!

Publicidade

3 COMENTÁRIOS

  • Oscar Daudt - 20 de agosto de 2012 às 22:08

    Meu caro Cola,

    Obrigado por essa chance única e tão exclusiva de experimentar os primeiros vinhos do Marco Danielle. Foi uma noite perfeita: grandes vinhos, gastronomia de primeira, excelentes companhias e muita diversão.

    Abraços,

    Oscar Daudt

    • Luiz Cola - 20 de agosto de 2012 às 22:30

      O prazer de degustar todos estes vinhos na companhia de você e todos os outros seletos convidados torna qualquer vinho ainda melhor. Como você disse: "grandes vinhos, gastronomia de primeira, excelentes companhias e muita diversão"…

      Acabei de publicar um novo post com minhas impressões sobre os vinhos. Pouco falamos deles.

      Abs,
      Luiz Cola

  • Atelier Tormentas: vertical histórica reúne os 11 Pinots Noirs elaborados entre 2009 e 2016! - Vinhos e mais vinhos - 16 de maio de 2018 às 00:06

    […] Passados pouco mais de 15 anos da fundação do Atelier Tormentas, o trabalho autoral de Marco Danielle continua em franca evolução, sem receios de buscar métodos de vinificação que valorizem a qualidade e tipicidade das uvas que ele “garimpa” a cada safra. O resultado desse empenho está impresso nos cerca de 30 vinhos (talvez o termo francês cuvées fosse mais apropriado) lançados desde seu primogênito Tormentas 2002 (veja um pouco mais sobre os primeiros vinhos do Atelier nesse link). […]

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO