Conheça os 10 mais famosos e/ou polêmicos colecionadores de vinhos do mundo! 1ª parte

  • Luiz Cola
  • 13/out/2014
  • 16 Comentários

Colecionar grandes vinhos… Uma prática cara e cheia de riscos!
Enquanto para a imensa maioria dos enófilos possuir uma adega repleta dos mais celebrados, raros e caros vinhos do mundo é um sonho muito distante e quase impossível, existe um pequeno grupo de pessoas que tornaram esse sonho numa realidade.
Muitos desses grandes colecionadores de vinhos tem boas razões para serem discretos e não fazer nenhum alarde sobre suas adegas, afinal de contas elas costumam valer muito dinheiro e a cobiça de outros colecionadores. 
Por outro lado, existem colecionadores que além de fama e fortuna, ganharam muita notoriedade em decorrência das preciosidades guardadas em suas adegas, atraindo algumas vezes, sérios problemas com a justiça.
Do nótório Thomas Jefferson, ex-presidente dos Estados Unidos ao falsário Rudy Kurniawan, conheça os 10 colecionadores de vinhos mais célebres de todos os tempos:
Hardy Rodenstock
O alemão Hardy Rodenstock é um dos maiores colecionadores de vinhos raros do mundo, famoso pelas degustações únicas e extravagantes como uma vertical de 125 safras de Château d’Yquem (1784-1991) realizada entre os dias 30 de agosto e 5 de setembro de 1998.
Em 1985, Rodenstock voltou aos holofotes ao colocar à venda uma garrafa de Château Lafite 1787 que supostamente teria pertencido a ex-presidente dos EUA Thomas Jefferson (a garrafa tinha um Th. J. escrito nela). Essa “preciosidade” foi vendida em leilão por US$ 156 mil e, diante das dúvidas sobre sua autenticidade, deu origem ao livro “O vinagre mais caro da história”.
Leslie Rudd
O fundador da delicatessen Dean et Deluca possui mais de 10 mil garrafas de vinhos armazenados em sua adega sob o restaurante Press, no Napa Valley. Especializado somente em vinhos da região, Rudd abasteceu-se com os vinhos mais raros e antigos dos viticultores pioneiros do Napa Valley. 
Acredita-se que ela seja a maior coleção de vinhos da região dos EUA. A adega que abriga a coleção consiste de três grandes espaços climatizados unidos por uma sala de degustação, mas separados da adega principal, toda construída com paredes e teto de vidro.
Michel-Jack Chasseuil
Ele é o zeloso proprietário de uma das maiores e mais preciosas coleções de grandes vinhos do mundo, contendo cerca de 40.000 garrafas das principais vinícolas da França e de algumas outras partes do mundo. Uma coleção tão espetacular que foi tema de um livro chamado “100 garrafas extraordinárias da mais bela adega do mundo”.
Rudy Kurniawan
Kurniawan será lembrado para sempre como um dos colecionadores de vinhos mais famosos da história, mas pelas razões erradas. Condenado a 10 anos de cadeia depois de ter sido considerado culpado de falsificar e vender milhões de dólares em vinhos raros para ricos colecionadores dos EUA.
Além da pena de prisão, Kurniawan terá de pagar US$ 28,4 milhões de restituição para suas vítimas e outros US$ 20 milhões como parte de um acordo de confisco de bens. De brinde, ele tornou-se a primeira pessoa a ir para a cadeia por vender vinho falsificado nos EUA.
Alex Ferguson
Ex-técnico do time de futebol inglês Manchester United, Sir Alex Ferguson é um conhecido colecionador, com milhares de garrafas de vinhos guardadas em suas adegas, mas que começaram a sofrer uma significativa redução.
Apenas neste ano, cerca de 5.000 garrafas pertencentes à ele, incluindo grande quantidade de vinhos do Domaine de la Romanée-Conti, foram vendidos em três leilões de caridade organizados pela Christie’s que arrecadaram mais de 2 milhões de libras.
Em seguida, publicarei a 2ª parte dos maiores colecionadores de vinhos do mundo. Aguarde!

Publicidade

16 COMENTÁRIOS

  • Neia - 4 de novembro de 2015 às 18:49

    Boa noite, vendo uma garrafa de vinho cosecha undurraga ano de 1885

    • Luiz Cola

      Luiz Cola - 4 de novembro de 2015 às 19:48

      Olá Neia, não seria “1985”?
      Abs,
      Luiz Cola

  • Laís - 11 de maio de 2016 às 21:39

    Oi boa noite
    Tenho um vinho vosne-romanée 1985.
    Quero vender .

    • Luiz Cola

      Luiz Cola - 11 de maio de 2016 às 22:19

      Olá Laís,

      Isso é um tanto genérico. É preciso saber qual é o produtor, como esteve adegada e o estado geral de conservação da garrafa. Envie fotos para o email [email protected] e poderei avaliar se sua garrafa tem valor comercial.
      Abs,
      Luiz Cola

  • matheus - 12 de junho de 2016 às 17:34

    queria saber o valor Acacio Vinho Verde Regiao Demarcada White 2007
    pois eu achei ele em um site mais nao achei o valor

  • PAOLUCCIO CARDONE - 31 de janeiro de 2017 às 15:35

    VENDO MIGLIORE OFFERTA BOTTIGLIA ORIGINALE DI VINO CHIANTI CLASSICO DELLA CASA VINICOLA BARONE RICASOLI DI FIRENZE,BROLIO RISERVA,BOTTIGLIA NUMERO 252373 ANNO 1964 0,720 ML.MOLTO BENE CONSERVATA
    RINGRAZIO PER LA ATTENZIONE
    CORDIALMENTE

  • Fabrício Sales - 7 de janeiro de 2018 às 16:46

    Tenho 6 Colares para vender sou do Porto do Bacalhau de Vitória ES armazenados na horizontal em ambiente climatizado safras : 1967 2 und, 1974 2 und, 1994 2und valor 30.000 R$ tenho tbm Casa Ferreirinha, Barca Velha e MT mais

    • Luiz Cola

      Luiz Cola - 7 de janeiro de 2018 às 18:35

      Olá Fabrício,
      Pelo que entendi, você está querendo R$30 mil pelas 6 garrafas de vinhos de Colares, é isso?
      É claro que você pode pedir quanto quiser, mas esse valor é absolutamente irreal. Nenhum Colares vale R$5 mil.
      Esses vinhos valem em torno de 40 a 50 euros, no máximo! Para você ter uma ideia, um Colares 1934 passa pouco dos 120 euros.
      Se quiser vender esses vinhos, sugiro repensar esses preços…
      Abs,
      Luiz Cola

      • Fabrício Sales - 8 de janeiro de 2018 às 08:25

        Obrigado tenho mta vinhos antigos vou usar sua consultoria para avaliação.

        • Luiz Cola

          Luiz Cola - 8 de janeiro de 2018 às 08:48

          Ok, é só entrar em contato.
          Abs,
          Luiz Cola

  • Fabrício Sales - 8 de janeiro de 2018 às 08:29

    Casa Ferreirinha reserva 1989 qual valor vc acha q devo vender?

    • Luiz Cola

      Luiz Cola - 8 de janeiro de 2018 às 08:48

      Olá Fabrício,
      Acredito que até uns R$1200 estaria de bom tamanho. Esse é o dobro do valor que custa no exterior.
      Normalmente, recomendo que o preço de venda de um vinho “usado” seja igual ou inferior a +50% do preço lá de fora.
      se quiser que eu avalie os demais (já cheguei a fazer isso para o Telmo alguns anos atrás), pode me ligar no 27 98182-8070.
      Abs,
      Luiz Cola

  • Marcelo - 16 de fevereiro de 2019 às 11:53

    Ola..qual o valor de uma garrafa original antiga chatean lacave fino vinho branco
    E outra saint honore rose de 1968

    • Luiz Cola

      Luiz Cola - 18 de fevereiro de 2019 às 17:40

      Olá Marcelo,
      Lamento dizer, mas esses vinhos não tem nenhum valor enológico, apenas decorativo.
      Abs,
      Luiz Cola

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO