Conheça alguns dos rótulos de vinhos desenhados pelos cartunistas mortos do Charlie Hebdo!

  • Luiz Cola
  • 15/jan/2015
  • 0 Comentários

O comovente e covarde ataque terrorista ocorrido recentemente em Paris também afetou o mundo do vinho. Três dos mais célebres cartunistas da França que contribuíam com o Charlie Hebdo foram autores de alguns dos mais satíricos rótulos de vinhos já produzidos no país. 
Gérard Descrambe, produtor de vinhos em Bordeaux e dono do Château Barrail era amigo e admirador do trabalho de vários desses cartunistas e encomendou diversos rótulos para eles ao longo de 40 anos de carreira como viticultor. 
Três desses amigos cartunistas do Charlie Hebdo que já tinham desenhado rótulos para o Château Barrail: Stéphane Charbonnier (que assinava Charb), Georges Wolinski e Bernard Verlhac (Tignous) estavam entre os 12 mortos pelos terroristas no atentado ao jornal. 
Apesar de ter vendido sua propriedade em 2008, Gérard Descambre e seu filho Olivier ainda produzem cerca de 3.300 caixas por ano de um vinho chamado Château Renaissance (Bordeaux) e continuam usando charges divertidas em seu rótulo.
Veja mais alguns desses extrovertidos rótulos criados pelos cartunistas franceses mortos para os châteaux Barrail e Renaissance:
Rótulo para o Beaujolais Noveau 2014 do Château Talancé
desenhado por Georges Wolinski, talvez o último feito por ele…

Publicidade

0 COMENTÁRIOS

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO