Direto da Taça: Ferrer Ribière Empreinte du Temps Carignan 2013, oriundo de vinhas que “marcam o tempo” há 138 anos!

  • Luiz Cola
  • 25/maio/2015
  • 0 Comentários

Os vinhedos do Domaine Ferrer Ribière estão situados na região do Roussillon, nos arredores da cidade de Perpignan, bem perto da fronteira com a Espanha e o Mar Mediterrâneo. Eles são fruto de um trabalho iniciado em 1993 pela dedicada dupla de viticultores franceses Denis Ferrer e Bruno Ribière, 
Seguindo os preceitos da biodinâmica, Ferrer e Ribière cultivam pequenas parcelas de diversas castas regionais, resgatando vinhas velhas abandonadas e buscando elaborar os vinhos mais “puros” possíveis. Eles conduzem cada casta e cada vinha na direção da essência de seu terroir, sem grandes interferências da mão humana. 
Ferrer e Ribière ao lado de vinhas mais que centenárias de Carignan 
No caso desse Carignan, a maioria de suas vinhas apresenta uma idade média de 60 anos, mas uma porção significativa delas é constituída de videiras pré-filoxéricas, plantadas em forma de cálice e que atingiram a incrível marca de 138 anos de idade, figurando certamente entre as mais antigas vinhas em produção de todo o planeta. 
O vinho foi elaborado através de métodos tradicionais para realçar o caráter natural da fruta, no caso, um processo de maceração carbônica durante 15 dias, cuja fermentação foi concluída numa mescla de tanques de cimento e barricas usadas. O amadurecimento do vinho também foi feito na mesma mescla de recipientes, alternado conforme as posições do sol e da lua, por um período de 6 meses.
Impressões de degustação:
A pureza da fruta é imediatamente percebida na intensa coloração quase violeta do vinho. Os aromas vivos de fruta madura lembram amoras pretas, cassis e até jabuticabas. As notas doces de alcaçuz ficaram bem equilibrados pelo sutil traço agridoce. Na boca, o vinho mostrou taninos muito bem balanceados, apresentando aquela discreta sensação de gás, típica da maceração carbônica. A sensação de mineralidade e frescor, percebidos desde o início, conferiram a este Carignan uma deliciosa leveza no paladar, tornando-o “perigosamente” fácil de beber. Como resultado, ele evaporou rapidamente da garrafa e das taças… Meus aplausos a seus criadores!

Publicidade

0 COMENTÁRIOS

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO