Volta ao mundo através do vinho: Lavaux, os encantadores vinhedos da Suíça!

  • Luiz Cola
  • 04/jun/2018
  • 0 Comentários

Imagine um conjunto de vinhedos capazes de compor uma paisagem tão bela e singular que mereça figurar como patrimônio mundial da UNESCO: assim é a pouco conhecida região de Lavaux, a maior extensão vinícola da Suíça, encravada nas encostas que margeiam o Lago Genebra (ou Lac Léman), que separa o país do território francês.

Situada a poucos quilômetros de Lausanne, cidade mundialmente conhecida por sediar o Comitê Olímpico Internacional (COI), a região de Lavaux produz os melhores vinhos brancos do país, majoritariamente elaborados com a típica casta Chasselas.
Graças aos diferentes microclimas presentes nos arredores das pequenas vilas incrustadas no meio dos vinhedos, a uva Chasselas consegue nos oferecer uma incrível gama de nuances aromáticas e gustativas, especialmente nas duas apelações de origem Grand Cru (Calamin e Dézaley) e em Saint-Saphorin. Os vinhos brancos podem ser frutados e secos , florais e trufados, robustos e condimentados, conforme o microterroir de onde vieram suas uvas.

Vinhedos com o Lac Léman ao fundo

Considerando que as estreitas vielas que atravessam os vinhedos e vilas de Lavaux podem não ser muito confortáveis para quem estiver viajando de carro (ainda que eu recomende), uma das maneiras mais turísticas de passear pela região é o “Train des Vignes”, que parte de Vevey e cruza seus trilhos no meio das vinhas até Chexbres.
Descendo do trem, é possível degustar uma extensa variedade de vinhos com produtores locais, passear entre as vinhas íngremes e apreciar o lindo cenário proporcionado pelas montanhas alpinas e pelas águas cor de esmeralda do lago Genebra. Uma paisagem digna de ser preservada para a posteridade.

Vista do restaurante Le Baron Tavernier

Quem desejar apreciar esse magnífico cenário com mais calma e conforto, indico um almoço no restaurante do hotel Baron Tavernier, onde será possível degustar os melhores vinhos de Lavaux na companhia da saborosa e sofisticada culinária local.

Interior da Vinorama

Para aqueles que estiverem viajando de carro, vale a pena descer até a estrada que margeia o lago e fazer uma visita na Vinorama, em Rivaz. Esse misto de loja de vinhos, winebar e centro de exposições oferece um painel completo sobre os vinhos de Lavaux e sua longa história, que remonta ao tempo dos romanos.

Château Chillon, situado às margens do Lac Léman, nos arredores de Montreux

Fechando o tour pela região, percorra mais alguns quilômetros e passeie por Montreux, cidade que recebe anualmente um dos mais famosos festivais de jazz do mundo, antes de fazer uma parada obrigatória no Château Chillon, o edifício histórico mais visitado da Suíça, não por acaso, construído praticamente dentro do Lac Léman.
Infelizmente os vinhos suíços são praticamente inexistentes por aqui, mas deixo um par de rótulos (um branco e um tinto) que merecem ser provados quando puderem visitar aquela região do país:

Neyroud-Fonjallaz Calamin Chasselas Grand Cru 2016

Luc Massy Epesses Clos du Boux Grand Cru Lavaux 2015

Publicidade

0 COMENTÁRIOS

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO