Arquiteta da nova geração

  • Renata Rasseli
  • 04/set/2016
  • 0 Comentários

Texto: Benahia Figueiredo

Com apenas três anos de carreira, a jovem arquiteta Mariah Cardoso traçou seu próprio caminho, ganhou renome no Estado e este ano participa pela segunda vez da Casa Cor Espírito Santo. Foto: Mônica Zorzanelli
Com apenas três anos de carreira, a jovem arquiteta Mariah Cardoso traçou seu próprio caminho, ganhou renome no Estado e este ano participa pela segunda vez da Casa Cor Espírito Santo. Foto: Mônica Zorzanelli

Quando criança, a jovem arquiteta Mariah Cardoso, 27 anos, levava a sério a clássica brincadeira de montar a casinha da Barbie. “A estética sempre esteve presente na minha vida de uma forma ingênua, que só hoje percebo”, conta. Filha da arquiteta Dayse Cardoso, também cresceu na beira da prancheta, como eram feitos os projetos antigamente. “Uma curiosidade é que fui uma criança sinestésica, com uma sensibilidade além do normal. Você sente as sensações intensamente. Isso pra compor um ambiente facilita pra mim. No papel já tenho a sensação de como as coisas vão se comportar”, explica ela que na hora de criar  faz da  sinestesia sua  aliada. Tida  como um dos grandes talentos da nova geração da arquitetura capixaba, além de profissional premiada, participa pela segunda vez da Casa Cor Espírito Santo, de 28 de setembro a 8 de novembro deste ano.

Mostra de decoração

A primeira participação de Mariah na mostra de arquitetura, decoração, design e paisagismo foi um marco em sua carreira. Na sua segunda edição, ela é a responsável pelo projeto da suíte do casal. “ Meu ambiente é inspirado em um casal de mente aberta, que tem acesso às melhores coisas, mas valoriza as coisas simples. Uma mistura de peças com design assinado e outras repletas de histórias. O espaço não é só uma vitrine de coisas bonitas, que ninguém pode encostar, é um ambiente com afetividade”, adianta. Caseira assumida, Mariah preza pelo bem-estar não só em seus projetos, mas em sua vida. “Pra mim o final de semana perfeito é dentro de casa. Gosto muito de ler, escrever e adoro cozinhar. A arquitetura não é só fazer uma casa, é melhorar a vida da pessoa em todos os graus.”

Carreira

Apesar da carreira da mãe, Mariah preferiu seguir voo solo. As duas nunca trabalharam juntas e ainda na faculdade, a jovem arquiteta preferiu estagiar em um outro lugar. “O óbvio seria trabalhar com ela pela facilidade. Todo mundo achava e até eu planejava isso. Mas comecei a estagiar em um lugar diferente, por ser algo mais independente, e após um ano formada abri o meu próprio espaço”, conta. Mariah também tem presença forte nas redes sociais, de onde surgem vários admiradores do seu trabalho. “As pessoas estão cada vez mais consumindo os produtos que estão disponíveis nas redes. Eu também consumo sou dessa geração”, diz.Em três anos de carreira, Mariah conquistou o respeito de diferentes gerações e faz proveito da sua energia de juventude para crescer ainda mais.

PAPO COM ZZ

1. Não saio de casa sem: Um caderninho de anotações e água.

2. Abro um sorrisão quando: Cumpro com sucesso um objetivo, seja profissional, ou na vida pessoal.

3. Viagem dos sonhos: a região da Escandinávia, quero passar um mês de férias percorrendo os países nórdicos.

4. Viagem que virou realidade: Noronha

5. A música: “Les eaux de Mars”, de Stacey Kent. Uma releitura de um clássico da Bossa Nova, interpretado em francês.

6. O livro: O do momento: “Pense como um artista”, de Will Gompertz.

7. O filme: “Comer, Rezar e Amar”, me inspira.

8. Festa boa tem: Reencontros. Amo festa com gente que gosto e não vejo há tempos.

9. Moda é: Uma das inúmeras formas de se expressar.

10. O lugar do ES: Sem dúvidas, Pedra Azul.

 

Publicidade

0 COMENTÁRIOS

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO